Carnaval em julho está cancelado, diz prefeito do Rio de Janeiro

Em seu Twitter, Eduardo Paes (DEM) afirmou que o estado não terá condições de realizar o tradicional Carnaval, mesmo adiado para julho

atualizado 21/01/2021 14:31

Arquivo/Fernando Frazão/Agência Brasil

Rio de Janeiro – A maior festa popular do Brasil está oficialmente cancelada no Rio de Janeiro, seja em fevereiro ou em julho. A decisão foi publicada pelo prefeito Eduardo Paes (DEM) nas suas redes sociais na tarde desta quinta-feira (21/1). No entanto, mesmo sem a festa, o feriado de Carnaval está mantido em todo o estado.

“Nunca escondi minha paixão pelo Carnaval e a visão clara que tenho da importância econômica dessa manifestação cultural para nossa cidade. No entanto, me parece sem qualquer sentido imaginar a essa altura que teremos condições de realizar o carnaval em julho”, escreveu o prefeito Eduardo Paes nas redes sociais.

E prosseguiu: “Essa celebração exige uma grande preparação por parte dos órgãos públicos e das agremiações e instituições ligadas ao samba. Algo impossível de se fazer nesse momento. Dessa forma, gostaria de informar que não teremos carnaval no meio do ano em 2021”.

Na última sexta-feira (15/1), o governo do estado publicou em Diário Oficial uma resolução mantendo, no entanto, o feriado de Carnaval no dia 16 de fevereiro e decretou ainda o ponto facultativo no dia 15/2, garantindo o feriadão tradicional da época.

Inicialmente, as festividades de Carnaval aconteceriam em julho, segundo sancionou em uma lei o governador em exercício do RJ, Claudio Castro. Segundo o decreto, a finalidade do evento seria incentivar a economia e estimular o turismo e o lazer, “com a criação de postos de emprego e venda de produtos e serviços”.

Últimas notícias