Capitão Adriano estava escondido em sítio de vereador do PSL

Gilsinho da Dedé afirmou que ficou surpreso ao saber que o miliciano estava escondido na residência e disse suspeitar de invasão

ReproduçãoReprodução

atualizado 09/02/2020 19:30

O ex-capitão da Polícia Militar do Rio de Janeiro Adriano Nóbrega, que foi morto em um confronto com policiais na manhã deste domingo (09/02/2020), na Bahia, estava escondido no sítio do vereador Gilsinho da Dedé, do PSL. A informação é do site G1.

O vereador afirmou, em entrevista ao G1, que foi surpreendido ao saber que o miliciano estava em seu sítio, negou conhecer Adriano e disse que o terreno deve ter sido invadido. Ele ainda contou que a propriedade não tem caseiro e é cercada de arame.

Gilsinho disse que entrou em contato com um delegado da região e ficou sabendo que houve uma operação da Secretaria de Segurança Pública da Bahia com equipes do Rio.

“Nunca [o conheci] na minha vida. Nunca falei [com ele]. Além das fotos que saíram na mídia, nunca nem o vi, nunca tive nenhum contato nem fui apresentado”, pontuou.

Últimas notícias