Cantora Carina Duarte morre por complicações da Covid-19 em Goiás

Artista estava internada na UTI do Hospital das Clínicas, em Goiânia, desde o dia 15/6; ela era conhecida por fazer festas particulares

atualizado 24/06/2021 18:46

goias cantora morre covidReprodução/Instagram

Goiânia – A cantora Carina Duarte, de 47 anos, morreu nesta quinta-feira (24/6), na capital goiana, em decorrência de complicações causadas pela Covid-19. A artista estava internada desde o dia 6 de junho, no Hospital das Clínicas, mas com a piora do quadro de saúde precisou ser transferida para uma unidade de terapia intensiva (UTI), onde foi intubada.

Carina, que tinha mais de 20 anos de carreira, era conhecida por fazer eventos particulares como aniversários e festas corporativas. Ela era natural do Guarujá (SP), mas morava em Goiânia desde 1995. Durante um passeio em família, a cantora conheceu a capital goiana e, depois de três meses, chegou de mudança.

Segundo o marido dela, Erivelton Tolentino Tavares, mais conhecido como Erí, que também é músico e era parceiro de trabalho da artista, ela tinha doenças pré-existentes – asma e obesidade, e não chegou a ser vacinada. A cantoria receberia a primeira dose do imunizante no dia em que começou a sentir os sintomas.

A filha de Carina, Nicole de Oliveira, de 23 anos, também precisou ser internada e segue em tratamento.

Carreira

Com influências musicais brasileiras que incluem Elis Regina, Gal Costa, Maria Bethânia e Marisa Monte, Carina tinha um repertório variado e que agradava a todos os públicos. Em 2011, ela e o marido criaram o Carina Duarte Live Project, estilo personalizado que mesclava sons eletrônicos.

Cláudia Garcia

No final de fevereiro deste ano, a cantora goiana Cláudia Garcia também morreu por complicações da Covid-19. Intérprete de MPB e samba, ela se apresentava bastante em bares da cidade. Sua morte foi lamentada por vários artistas.

Cláudia foi diagnosticada em meados de fevereiro com o novo coronavírus. Após a complicação do quadro, com dificuldades para respirar, ela precisou ser internada no Hospital de Campanha para Enfrentamento do Coronavírus (HCamp) de Goiânia, ligado à Secretaria de Estado da Saúde, na última terça-feira (23/2). Ela chegou a ter metade dos pulmões comprometidos pela doença e não resistiu.

 

Últimas notícias