Candidato em SP retifica declaração de bens de R$ 15 mil para R$ 5 milhões

Filipe Sabará, do Partido Novo, é herdeiro de grande empresa e estava sendo criticado por falta de transparência. Ele alegou lapso

atualizado 15/10/2020 17:34

filipe sabara do novoReprodução/Facebook oficial

Herdeiro de uma grande empresa do ramo químico, com faturamento na casa das centenas de milhões de reais, o candidato do Partido Novo à Prefeitura de São Paulo, Filipe Sabará, havia declarado bens no valor de apenas R$ 15 mil à Justiça Eleitoral. Pressionado, o político fez uma retificação dizendo que, na verdade, possui R$ 5,1 milhões em bens, mas que havia ocorrido um lapso na primeira comunicação.

O caso foi revelado pela Folha de S.Paulo, a quem a assessoria de Sabará informou que a declaração de bens “foi atualizada para constar, além da informação do seu Imposto de Renda, a avaliação de mercado de sua empresa, bem como seus investimentos atualizados”.

A retificação foi feita em 21 de setembro. Dos R$ 5,1 milhões, R$ 5 milhões são em ações da empresa da família.

Elogio a Maluf

Sabará já havia se envolvido noutra polêmica na campanha. Ele disse ao programa radiofônico Pânico que Paulo Maluf foi “o melhor prefeito que São Paulo já teve”. As críticas vieram até do fundador do partido, João Amoêdo, e o candidato a prefeito se desculpou nas redes sociais.

“A citação de um político corrupto como exemplo de gestão é inadmissível. O ‘rouba mas faz’ fere frontalmente os valores e princípios do Novo”, disse Amoêdo.

0

Últimas notícias