metropoles.com

Calor eleva temperaturas e capitais chegam aos 40ºC neste domingo

Onda de calor atinge quase todas as regiões do Brasil. Estado de “alerta vermelho” do Inmet foi estentido para 11 unidades da federação

atualizado

Compartilhar notícia

Igo Estrela/Metrópoles
termômetro marca 39º em Brasília
1 de 1 termômetro marca 39º em Brasília - Foto: Igo Estrela/Metrópoles

Seguindo as previsões de calor intenso, o domingo (24/9) está sendo de temperaturas elevadas em diversas cidades do Brasil. De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), Cuiabá (MT) registrou 40.1ºC. O calor também não deu trégua no Rio de Janeiro, onde o termômetro chegou a 39.9ºC.

De acordo com o órgão, 11 capitais brasileiras receberam o “alerta vermelho” que indica grande perigo ocasionado pelo aumento das temperaturas.

No início da manhã deste domingo (24/9), o Inmet previa que 12 capitais brasileiras ultrapassassem os 35ºC.  Mas até 15h, nove dessas cidades bateram a marca: São Paulo (36.5ºC), Rio de Janeiro (39,9ºC), Goiânia (38.5ºC), Cuiabá (40.1ºC) , Belém (36ºC), Palmas (38.6ºC), Belo Horizonte (37.1ºC), Campo Grande (37.3ºC) e Teresina (39ºC).

Brasília (33.7ºC), Curitiba (33.1ºC) e São Luís (31.9ºC) não atigiram a temperatura, mas ainda receberam o “alerta vermelho” porque os termômetros registraram 5 ºC acima da média por período maior do que cinco dias.

Recordes anteriores

No sábado (23/9), quatro estados ultrapassaram os 40ºC. Em Goiás, o município de Aragarças ferveu e registrou 42,3ºC . No Tocantins, o município de Santa Rosa chegou a 40.2ºC. Porto Murtinho no Mato Grosso do Sul atingiu 42ºC e a capital do Mato Grosso, Cuiabá, chegou a 40,7ºC.

De acordo com o Inmet, o Distrito Federal bateu recorde de calor do ano, até o momento, com 35.7ºC. A alta temperatura foi registrada no Gama, às 15h. A umidade chegou a 17%.

Conforme o órgão, o alerta mostra um forte risco de acidentes e danos à saúde humana devido às altas temperaturas. O aviso do instituto é válido até as 18h de terça-feira (26/9).

Onda de calor

A onda de calor intenso é ocasionada pelas condições de tempo predominantemente seco, com aumento da insolação, e favorecida pela subsidência atmosférica, fenômeno que inibe o desenvolvimento de nebulosidade e aumenta a temperatura da massa de ar.

O alerta do Inmet ocorre enquanto o centro-sul do país vive intensa onda de calor que marca o fim do inverno e início da primavera, que começou nesse sábado (23/9). A elevação das temperaturas acontece devido ao fenômeno El Niño e ao aquecimento global, causado pelo aumento da emissão de gases de efeito estufa.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comNotícias Gerais

Você quer ficar por dentro das notícias mais importantes e receber notificações em tempo real?

Notificações