Cadeirante é espancado e morto após briga de bar em Anápolis (GO)

Segundo a polícia, vítima foi espancada e morta a tiros na frente de casa; dois suspeitos já foram identificados

atualizado 12/11/2021 18:20

goias cadeirante morto briga de barReprodução/Tv Anhanguera

Goiânia – Flávio José Custódio, de 37 anos, foi espancado e morto na porta da casa onde morava em Anápolis, a 55 km da capital goiana. De acordo com a Polícia Civil, que já investiga o caso, o crime aconteceu após uma briga de bar por causa de um jogo de sinuca. O homem foi morto a tiros.

Segundo o delegado responsável pela apuração, Wllisses Valentim, os dois suspeitos já foram identificados. Ao Metrópoles, o investigador afirmou que não pode passar mais detalhes do caso para não prejudicar o andamento da investigação.

0

O crime aconteceu na última sexta-feira (5/11). A vítima não tinha o movimento das pernas e era cadeirante. No entanto, já é de conhecimento da polícia que Flávio agrediu um dos suspeitos com um taco de sinuca no bar em que estavam.

Rotina tranquila

De acordo com a esposa da vítima, Michelly Tavares de Farias, o cadeirante tinha uma rotina tranquila. Segundo ela, o homem só ia de casa para o trabalho e, aos fins de semana, gostava de jogar sinuca com os amigos.

“Ele sempre dizia que não tinha as pernas para jogar bola, mas a paixão dele era jogar sinuca. Ele foi muito espancado. Foi uma covardia o que fizeram com ele”, disse a mulher ao portal G1.

Ainda segundo a esposa, o cadeirante não tinha como se defender das agressões. No dia do crime, ela contou que os suspeitos fizeram oito disparos na porta da casa deles. Um acertou a lataria do veículo e sete atingiram o corpo da vítima.

Mais lidas
Últimas notícias