Brasilienses já são obrigados a despachar bagagem de mão fora do peso

Além de Brasília, a medida entrou em vigor nos aeroportos Afonso Pena, de Curitiba; Viracopos, em Campinas (SP); e Aluízio Alves, em Natal

atualizado 26/04/2019 9:49

iStock

Neste último mês, as empresas aéreas brasileiras intensificaram as regras em relação ao tamanho das bagagens de mão dos passageiros de voos nacionais. A partir desta quinta-feira (25/04/2019), as bagagens que estiverem acima do tamanho padrão terão que ser despachadas. As informações são do G1.

A medida começa a valer nos aeroportos Juscelino Kubitschek, em Brasília (DF); no Afonso Pena, de Curitiba (PR); no Viracopos, em Campinas (SP); e no Aluízio Alves, em Natal (RN).

Outros nove terminais estão orientando os passageiros sobre as normas, mas o despacho obrigatório ainda não vale. No próximo mês, a orientação será feita em mais dois aeroportos.

Até 23 de maio, as bagagens de mão fora do padrão passarão a ser obrigatoriamente despachadas em 15 terminais do país.

Tamanho permitido
De acordo com a Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), o objetivo da medida é agilizar o fluxo dos clientes nas áreas de embarque e evitar atrasos.

Desde o início da cobrança pelas bagagens despachadas, muitos passageiros têm optado por levar apenas malas de mão – por vezes com dimensões excessivas –, causando transtornos na hora do embarque na aeronave.

Nas quatro companhias participantes – Latam, Gol, Azul e Avianca Brasil –, o valor da bagagem despachada varia entre R$ 59 e R$ 220.

Últimas notícias