Brasil veta entrada de estrangeiros de UE, China e outros países

Pessoas oriundas de países com maiores casos de transmissão do novo coronavírus serão impedidas de ingressar no Brasil por aeroportos

Igo Estrela/Metrópoles

atualizado 20/03/2020 9:08

O Ministério da Justiça e Segurança Pública publicou, nesta quinta-feira (19/03), em edição extra do Diário Oficial da União, portaria criando restrições ao acesso de alguns estrangeiros ao Brasil. A medida visa conter o avanço do novo coronavírus no país.

A restrição será específica para uma lista de países cujos cidadãos não poderão desembarcar no Brasil, inicialmente, por 30 dias. A portaria inclui cidadãos da China, de todos os países da União Europeia, de Islândia, Noruega, Suíça, Reino Unido, Austrália, Japão, Malásia e Coreia do Sul. Há uma série de exceções listadas na portaria. Veja o texto na íntegra:

Portaria Fronteiras by Lourenço Flores on Scribd

Segundo a Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), a restrição de viagens já registrou, em média, queda de 50% na demanda por voos domésticos e de 85% nas viagens internacionais na segunda quinzena de março, na comparação com mesmo período de 2019.

Fechamento de fronteiras

O governo também determinou o fechamento das fronteiras e proibiu a entrada de estrangeiros de oito países, com exceção do Uruguai, país com o qual o governo brasileiro vem mantendo diálogo em busca de um entendimento comum quanto ao trânsito de pessoas. Segundo o Ministério da Justiça, o fechamento vale para fronteiras físicas terrestres.

O texto também restringe por 15 dias a entrada por rodovias de estrangeiros oriundos dos países da América do Sul, mas não afeta o transporte de cargas, pois há a preocupação de que uma restrição como essa impacte ainda mais a economia, que vem sofrendo os efeitos da pandemia.

Últimas notícias