Brasil tem maior taxa de desemprego em 7 anos; são 12 mi sem trabalho

Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (22/2) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)

Rafaela Felicciano/MetrópolesRafaela Felicciano/Metrópoles

atualizado 22/02/2019 11:33

O desemprego no país atingiu 12,2 milhões de brasileiros, segundo dados divulgado pelo IBGE nesta sexta-feira (22/2). Essa é a maior taxa registrada em sete anos no país. Em 2012, o número de pessoas fora do mercado formal de trabalho era de 7,6 milhões.

Esses dados refletem, entretanto, uma queda em 18 das 27 unidades da Federação em comparação com o ano passado. Nos estados, as maiores médias de desocupação são as do Amapá (20,2%), de Alagoas (17,0%), de Pernambuco (16,7%) e de Sergipe (16,6%).

As menores taxas ficam com Santa Catarina (6,4%), Mato Grosso do Sul (7,6%) e Mato Grosso (7,9%).

No setor privado, foram registradas 11,5 milhões de pessoas que trabalham sem carteira assinada, um aumento de 3,8% em relação à 2017. Entre os empregados com registro formal (74,1% dos trabalhadores com ocupação fixa), o estado do Maranhão apresenta o menor percentual, com apenas 50%.

As regiões Nordeste (59,9%) e Norte (61,9%) tinham os menores percentuais e a Região Sul (82,9%), o maior. O estado com o maior número de pessoas com carteira assinada é São Paulo, onde 80,3% têm emprego com registro.

Últimas notícias