Brasil recebe 3,9 mi de vacinas enviadas pela OMS neste fim de semana

Iniciativa Covax Facility capitaneada pela agência internacional faz entregas do imunizante Oxford/AstraZeneca ao Ministério da Saúde

atualizado 02/05/2021 18:11

Divulgação/SECOM

São Paulo – O Ministério da Saúde começou a receber os lotes da vacina Covishield, desenvolvida pela universidade de Oxford e o laboratório AstraZeneca, disponibilizada pelo Consórcio Covax Facility – iniciativa da Organização Mundial da Saúde (OMS) para garantir o acesso igualitário às vacinas no mundo.

O primeiro lote, com 220,8 mil doses, chegou no sábado (1/5) no Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo.

Na madrugada deste domingo (2/5), por volta das 4h20, uma carga com mais 1.735.200 doses da vacina também foi desembarcada.

Para o ministro da saúde, Marcelo Queiroga, o momento representa esperança para o Brasil. “Teremos 4 milhões de doses de esperança. A vacina é o caminho de derrotarmos o nosso único inimigo, o Coronavírus”, afirmou Queiroga.

Está previsto para às 16h a chegada do último lote que, somado aos outros dois, totalizará 3,9 milhões de doses da vacina, oferecidas pelo Consórcio Covax Facility ao Brasil.

O último lote será recebido no aeroporto neste domingo com uma cerimônia que contará com a presença do ministro da saúde, Marcelo Queiroga, e da representante da Organização Panamericana da Saúde (Opas) no Brasil, Socorro Gross.

As vacinas serão levadas à coordenação de armazenagem e distribuição logística de insumos estratégicos para a saúde (COADI), do Ministério da Saúde. Em seguida, elas serão distribuídas aos estados e municípios, conforme o Plano Nacional de Imunização (PNI).

Últimas notícias