BR que desmoronou em GO foi entregue pelo governo Bolsonaro há 2 meses

Obra que pretendia trazer mais segurança para motoristas não suportou a força da água, após tempestade na região de Alvorada do Norte (GO)

atualizado 22/10/2021 15:51

Chuva alagamento goias alvorada do norteArquivo pessoal

Goiânia – O trecho da Rodovia BR-020 que desmoronou após uma tempestade em Alvorada do Norte, no nordeste goiano, foi inaugurado pelo governo de Jair Bolsonaro (sem partido) há apenas dois meses. A entrega da obra foi divulgada pelo ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, no dia 2/8.

Uma parte da estrada duplicada foi destruída pela força da água, após fortes chuvas na madrugada desta sexta-feira (22/10). O trânsito no sentido Posse (GO) chegou a ser interditado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) durante a manhã.

0
” Mais segurança”

De acordo com nota do Ministério da Infraestrutura divulgada em agosto, a obra representa “mais segurança para os motoristas que trafegam diariamente entre esses municípios”.

Vídeos feitos por moradores de Alvorada mostram uma grande cratera no local onde era o asfalto e uma carreta que acabou ficando com uma roda presa dentro de um buraco.

Segundo o governo federal, foram investidos um total de R$ 21,7 milhões na duplicação da rodovia que liga Simolândia e Alvorada do Norte, que estão dois quilômetros distantes uma da outra.

Agronegócio

Essa estrada é considerada estratégica para o agronegócio e o turismo, segundo o ministério. A obra começou a ser feita em abril de 2021.

“Incremento ao turismo na região, um dos focos do governo Jair Messias Bolsonaro: alinhar o provimento da infraestrutura ao desenvolvimento de atividades econômicas por todo o Brasil”, escreveu Tarcísio de Freitas em suas redes sociais sobre a conclusão da obra, em agosto.

Drenagem sobrecarregada

Procurado pelo Metrópoles, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) informou que atua para restaurar o trecho danificado da BR-020.

O órgão justifica que houve uma chuva histórica, em curto período de tempo, que sobrecarregou o sistema de drenagem da pista.

Ainda segundo a nota, a extensão do dano da rodovia está sendo avaliada para execução dos serviços de recuperação do pavimento. Enquanto isso, o tráfego ocorre nos dois sentidos, utilizando a pista que não foi danificada.

 

Mais lidas
Últimas notícias