Bombeiros capturam 59 jacarés de lagoa onde criança foi atacada; vídeo

Operação de retirada de animais em Porangatu (GO) teve início em outubro de 2021, quatro meses depois de menino ter antebraço amputado

atualizado 17/02/2022 13:29

Bombeiros exibem jacarés capturados em lagoa de Porangatu, GoiásReprodução

Goiânia – Subiu para 59 o número de jacarés que já foram retirados de uma lagoa perto de onde um menino de 2 anos teve o antebraço dilacerado após ser atacado por um animal da espécie há oito meses, em Porangatu, no norte de Goiás, a 406 km da capital. Novo balanço do Corpo de Bombeiros mostra, nesta quinta-feira (17/2), que 34 deles foram capturados só neste ano.

Divulgados pela corporação, vídeos mostram o momento em que bombeiros capturam um jacaré e o deixa em um rio perto da cidade.

Veja:

A operação de capturas de jacarés na Lagoa Grande, um dos principais pontos turísticos de Porangatu, teve início em outubro de 2021, quatro meses depois de um menino, na época com 1 ano e 8 meses, ser retirado da boca de um dos bichos pela babá dele, enquanto andavam na orla.

A criança teve um antebraço amputado e recebeu alta 15 dias após o acidente. O menino se recuperou e passa bem.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
0

Operação contínua

A operação é realizada em apoio à prefeitura, após solicitação junto ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), por ter constatado a grande quantidade de animais da espécie jacaretinga na cidade. O município informou que cerca de 150 animais vivem no local, e a reprodução cresce de forma desordenada.

A seguir, veja vídeo de jacaré na lagoa da cidade:

Chuva facilita saída

Comandante do Batalhão do Corpo de Bombeiros em Porangatu, o tenente-coronel Fábio Nunes do Nascimento disse ao Metrópoles que o período chuvoso favorece a captura dos jacarés, já que, por causa do lago mais cheio, os animais tendem a sair da água. Alguns deles foram capturados nas ruas da cidade.

“Quando chove, e a lagoa enche, facilita para eles [jacarés] saírem da lagoa. Além disso, toda semana, nos períodos diurno e noturno, a gente realiza a captura e solta os animais em três rios da região, para a segurança da população”, disse o comandante. Segundo ele, na área da lagoa, foram colocadas algumas placas que indicam a presença dos animais.

Os animais podem atingir um tamanho grande na fase adulta. No caso da espécie jacaretinga, o macho pode chegar a 2,5 metros, e a fêmea, a 2 metros. Os filhotes nascem com cor amarelada e manchas pretas sobre o corpo e cauda, com o amadurecer do animal, sua cor chega ao verde oliva.

Número crescente

De outubro a dezembro de 2021, o Corpo de Bombeiros capturou 25 jacarés na cidade e, neste ano, até a metade deste mês de fevereiro, 34. Além disso, segundo o comandante, também foram retiradas da lagoa cerca de 50 capivaras, que também foram levadas para rios na região.

Abaixo, veja vídeo de jacaré em rua de Porangatu:

De acordo com o tenente-coronel, a operação na lagoa continuará até que todos os jacarés sejam capturados, visando proporcionar maior segurança aos frequentadores da orla da Lagoa Grande.

“Mantenha-se à distância”

O Corpo de Bombeiros orienta os moradores a não se aproximarem dos animais, que, apesar de habitarem há décadas a lagoa, são animais selvagens e ficam ainda mais perigosos ao se sentirem ameaçados.

“Orientamos também a não alimentar, bem como não maltratar os jacarés. Solicitamos apoio da população. Ao visualizar jacarés nas ruas da cidade, mantenha-se à distância e acione a corporação pelo telefone de emergência 193”, disse o comandante.

Mais lidas
Últimas notícias