Bombeiros buscam mulher que caiu em poço no CE pelo terceiro dia

Vítima caiu enquanto tirava roupa do varal com ajuda de uma amiga, que também despencou no buraco, mas foi resgatada horas depois

atualizado 26/03/2022 13:29

Bombeiros tentam resgatar mulher que caiu em Cacimba, em Juazeiro do Norte, no CearáReprodução: Corpo de Bombeiros

O Corpo de Bombeiros do Ceará entrou, neste sábado (26/3), no terceiro dia de resgate de uma mulher de 48 anos que caiu em uma cacimba desativada no quintal de uma casa em Juazeiro do Norte, a 489 km de Fortaleza. O buraco, espécie de poço de água, tem pelo menos 50 metros de profundidade e 3 metros de diâmetro.

Sônia Cristina Pereira da Silva caiu no buraco de repente, após a tampa dele ceder com as fortes chuvas da cidade, na tarde de quinta-feira (24/3). A amiga Maria Edilânea Moreira, de 36, também despencou no local, mas foi resgatada horas depois.

A mulher socorrida foi levada para o Hospital Regional do Cariri, com fraturas no braço e no fêmur. Ela está internada, e seu quadro de saúde é estável. “Ela estava catando as roupas no varal”, disse Edilânea, que ajudava Sônia na ocasião, em entrevista à CBN Cariri.

A cacimba estava desativada no quintal, porém, estava apenas tampada. A tampa foi retirada com auxílio de um guincho.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Glêdson Bezerra (@gledsonlimabezerra)

A informação sobre o tamanho do buraco foi repassada pelo prefeito de Juazeiro do Norte, Gledson Lima Bezerra. Em vídeo nas redes sociais, ele disse que uma grande equipe auxilia o trabalho do Corpo de Bombeiros, que também conta com ajuda da Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) para sugar a água do poço e dar continuidade ao resgate de Sônia Cristina.

O secretário de segurança do município, Dorian Lucena, disse que o caminhão da Cagece deve acelerar as atividades de resgate. Até então, a equipe do Corpo de Bombeiros coletava manualmente a água com um balde, que era içado.

A casa fica na rua Pinto Madeira, no bairro Santa Tereza. Os trabalhos precisaram ser suspensos na noite de quinta-feira, por causa de uma forte chuva na região durante à noite. As atividades de resgate foram retomadas às 5h30 de sexta.

Familiares de Sônia estão muito apreensivos e choram bastante, mas têm esperança de que ela seja resgatada com vida. O Corpo de Bombeiros informou que ainda não houve contato sonoro nem visual com Sônia. Não há previsão para o fim da atividade.

Mais lidas
Últimas notícias