Bombeiro sem máscara desafia segurança em SP: “Sou militar, baixa a bola”

Vídeo mostra homem sem item de proteção no metrô de São Paulo. Ele mostra comportamento agressivo e tenta dar uma carteirada

atualizado 21/06/2020 18:50

“Eu sou militar, baixa a bola. Eu sou concursado, tô no Estado, faço [curso de] direito”. Assim um homem sem máscara de proteção facial reagiu à abordagem de um segurança do metrô paulistano, mostra vídeo postado pelo perfil Jornalistas Livres no Twitter.

O vídeo registra a abordagem respeitosa do segurança, que tenta levar o homem até o local onde há máscaras para doação. A resposta é agressiva quando o segurança diz que não pode deixar o homem permanecer ali sem máscara.

“Eu sou bombeiro, eu tenho noção”, diz ele. “Mas me retirar daqui você não me retira”, completa o homem, antes de subir o tom.

Veja as imagens:

O homem não é identificado pelo perfil. O Corpo de Bombeiros de São Paulo ainda não se posicionou.

Em São Paulo, assim como em praticamente todo o país, o uso de máscaras é obrigatório, previsto em decretos municipais, estaduais e distritais, sobretudo em locais públicos como o metrô.

Em meio ao avanço da pandemia, ainda há casos de pessoas que desrespeitam essa regra e colocam a si e aos outros em risco, como o homem que afirma ser bombeiro.

0

 

No fim do mês passado, outro caso aconteceu no serviço paulista de transportes. Uma mulher se recusou a usar máscara no trem e disse que as pessoas pegariam o vírus de qualquer forma, caso fosse da “vontade de Deus”.

No DF também há casos. Um vídeo gravado em 28 de maio mostra um servidor da Secretaria de Saúde se recusando a usar máscara durante o período em que permanecia dentro do Hospital Regional de Taguatinga (HRT).

Últimas notícias