Bolsonaro relativiza derrota de aliados e projeta 2022 conservador

O presidente aproveitou também para atacar os partidos de esquerda e falar de 2022: "Nas urnas, consolidaremos nossa democracia"

atualizado 16/11/2020 0:13

Presidente Jair Messias Bolsonaro _ cerimonia programa idosoRafaela Felicciano/Metrópoles

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) usou as redes sociais, na noite deste domingo (15/11), para comentar os resultados das Eleições 2020.

“Há 4 anos Geraldo Alkmin elegeu João Dória prefeito de São Paulo no primeiro turno. Dois anos depois Alckmin obteve apenas 4,7% dos votos na disputa presidencial”, disse. “Minha ajuda a alguns poucos candidatos a prefeito resumiu-se a 4 lives num total de 3 horas”, continuou.

Vale lembrar que maioria dos candidatos apoiados pelo presidente nas disputas por prefeituras ficaram fora do segundo turno das eleições municipais, de acordo com resultados divulgados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Bolsonaro aproveitou também para atacar os partidos de esquerda, falar de 2022 e alfinetar o sistema eleitoral do Brasil. “De concreto, partidos de esquerda sofreram uma histórica derrota nessas eleições, numa clara sinalização de que a onda conservadora chegou em 2018 para ficar. Para 2022, a certeza de que, nas urnas, consolidaremos nossa democracia com um sistema eleitoral aperfeiçoado. DEUS, PÁTRIA e FAMÍLIA.”, terminou.

Últimas notícias