Bolsonaro prevê que crise do coronavírus dure até 7 meses

Presidente estima que o pico da crise provocada pela doença ocorra nos próximos três ou quatro meses

atualizado 19/03/2020 19:42

Presidente Jair Bolsonaro faz live de máscara ao lado de tradutora de librasReprodução

O presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), afirmou esperar que o Brasil volte à normalidade em “seis, sete meses”. Em declaração, dada em transmissão ao vivo pelas redes sociais nesta quinta-feira (19/3), Bolsonaro disse que espera o pico da epidemia do novo coronavírus no país em três ou quatro meses.

“A gente espera, acha, que [dure] três, quatro meses essa crise do vírus… ele, ele diminuirá, e a partir de uns seis, sete meses, mais ou menos, os países, o Brasil, no caso, entra na normalidade”, comentou.

Bolsonaro também mencionou medidas tomadas por outros países no que diz respeito à produção de medicamentos para o combate à doença, como o início do teste em humanos de remédio criado no Reino Unido e a liberação, por parte dos Estados Unidos, do uso de fármacos. O presidente também citou a criação de uma vacina por israelenses que, segundo ele, pode ser concluída em um mês.

Últimas notícias