Bolsonaro diz que fará reajuste de 50% no Bolsa Família em dezembro

O presidente da República concedeu entrevista para a TV Record de Rondônia na noite desta terça-feira (15/6)

atualizado 15/06/2021 22:12

bolsonaro no planaltoIgo Estrela/Metrópoles

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse na noite desta terça-feira (15/6) que está “quase fechado” na equipe econômica a decisão de dar um reajuste de 50% no programa Bolsa Família em dezembro deste ano, quando, calcula o governo, não haverá mais auxílio emergencial.

“Tivemos inflação na pandemia e no Bolsa Família a ideia é dar aumento de 50%, indo de, em média R$ 190 para em média R$ 300”, anunciou ele. “Estamos no segundo mês de quatro e já está definido mais duas ou três parcelas médias de R$ 250”, disse ainda Bolsonaro.

Falando do Palácio da Alvorada, em Brasília, o presidente da República concedeu entrevista por videoconferência para a SIC TV, de Rondônia, que transmite a programação da TV Record no estado.

O presidente falou da decisão do governo federal de enviar homens da Força Nacional a Rondônia para auxiliar as polícias Militar e Civil do Estado nas regiões de conflito agrário.

A “Operação Rondônia” deve durar 90 dias. “Eu sempre considerei o MST um grupo terrorista. Fazem barbaridades”, atacou Bolsonaro, que comemorou o aumento do acesso a armas para proprietários rurais. “No Brasil como um todo, o MST perdeu muita força, eles ganhavam mto dinheiro via ONG e nós cortamos isso daí”, comentou ainda o presidente.

Veja a íntegra da entrevista da SIC TV com o presidente Bolsonaro:

Últimas notícias