Dinheiro deve ir para “leitura, escrita e fazer contas”, diz Bolsonaro sobre corte em cursos de humanas

No Twitter, presidente informou que a ideia é “descentralizar investimento em instituições de filosofia e sociologia”

Marcos Corrêa/PRMarcos Corrêa/PR

atualizado 26/04/2019 15:51

O presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), afirmou nesta sexta-feira (26/04/2019) que o governo estuda tirar recursos dos institutos de ciências humanas. Segundo ele publicou em conta oficial no Twitter, a ideia do ministro da Educação, Abraham Weintraub, é “descentralizar investimento em faculdades de filosofia e sociologia”.

Bolsonaro informou que alunos já matriculados nos cursos de humanas não devem ser afetados, mas o “objetivo é focar em áreas que gerem retorno imediato ao contribuinte, como veterinária, engenharia e medicina”.

Em uma segunda publicação também no Twitter, o presidente disse que “a função do governo é respeitar o dinheiro do contribuinte, ensinando para os jovens a leitura, escrita e a fazer conta e depois um ofício que gere renda para a pessoa e bem-estar para a família, que melhore a sociedade em sua volta”.

Últimas notícias