Bolsonaristas anti-Doria marcam data para Revolta da Vacina em São Paulo

Ato chamado de "Fora Doria" é puxado pelo deputado estadual Douglas Garcia (PTB) e outros movimentos conservadores contrários à vacinação

atualizado 26/10/2020 12:03

São Paulo – Apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) marcaram para o dia 1º de novembro, domingo, às 14h, protesto diante da imposição de vacinação contra o novo coronavírus pelo governador paulista João Doria (PSDB). O ato está sendo divulgado com as hashtags #DoriaVaiCair e #ForaDoria, que dominaram as redes sociais na manhã desta segunda-feira (26/10).

Um dos defensores da manifestação é o deputado estadual Douglas Garcia (PTB), que consta como organizador em um dos eventos divulgados no Facebook. Outras páginas para o mesmo evento registram como responsáveis a Associação Amor pelo Brasil, o blogueiro Piva Patriota e os sites Folha TV e Conservador News.

Imagem divulgada em eventos contrários ao governador João Doria

Nas redes sociais, apoiadores do evento pedem que a vacina não seja compulsória, mas também pedem o impeachment de João Doria, o que é endossado pelo parlamentar Douglas Garcia. “A derrubada de João Doria é o grito de liberdade de milhões de brasileiros dentro e fora do estado de São Paulo”, afirma em seu perfil no Twitter.

 

 

Últimas notícias