*
 

O apartamento do empresário Joesley Batista, do Grupo J&F, em Nova York, foi vendido. A informação é do colunista Lauro Jardim. Segundo o jornalista, o imóvel de 685 m² estava avaliado em R$ 45 milhões e fica em frente ao Museu de Arte Moderna (MoMA).

Foi no apartamento na cidade norte-americana que o empresário se refugiou à época da divulgação das acusações que fez contra políticos em acordo de colaboração premiada. À época, Joesley alegou estar correndo risco de vida.

Em março, o empresário foi solto após passar cinco meses detido sob acusação de insider trading. Segundo as investigações, ele teria usado informações privilegiadas obtidas no processo de delação para comprar dólares e beneficiar o grupo J&F.

Na última semana, Joesley também se tornou réu por corrupção na Justiça Federal no DF. A acusação afirma que ele prometeu vantagem indevida ao ex-procurador Marcello Miller para que atuasse em seu favor no fechamento do acordo de colaboração. O Ministério Público Federal pediu a rescisão da delação e o requerimento será analisado pelo Supremo Tribunal Federal (STF).