Aumento de 46,6% no salário do prefeito de SP começa a valer em 2022

Ricardo Nunes (MDB) terá remuneração elevada de R$ 24 mil para R$ 35 mil. Reajuste tinha sido sancionado por Bruno Covas no fim de 2020

atualizado 01/01/2022 18:36

O prefeito de São Paulo Ricardo Nunes abriu a coletiva de imprensa que anunciou a continuidade do uso obrigatório de máscarasReprodução

São Paulo – O ano começa com um aumento de 46,6% no salário do prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), a partir deste sábado (01/01). Com o reajuste, sancionado no fim de 2020 pelo então prefeito Bruno Covas, o salário de Nunes sobe de R$ 24 mil para R$ 35 mil.

O salário do prefeito de São Paulo serve também de teto salarial para a remuneração dos servidores públicos municipais no topo da carreira. Por isso, o reajuste também elevará o salário da elite do funcionalismo municipal.

A prefeitura estima que o aumento custe um adicional de R$ 51 milhões para a arrecadação municipal.

O salário de vice-prefeito de São Paulo também sobe (47%), assim como a remuneração de secretários (53%).

Também foi sancionado nesta sexta-feira (31/12) pelo presidente da Câmara Municipal de São Paulo, Milton Leite (DEM), prefeito em exercício, uma lei que libera gratificações que custarão até R$ 30 milhões por ano, para benefício de servidores em cargos comissionados de chefia e procuradores da Câmara dos Vereadores.

Com essa gratificação, procuradores municipais poderão ter rendimentos de até R$ 41,1 mil, superiores até aos salários de ministros do Supremo Tribunal Federal (R$ 35,5 mil).

Mais lidas
Últimas notícias