Arthur do Val: “Vou ser cassado. Se for para cair, vou cair atirando”

Conselho de Ética da Alesp vota nesta terça (12/2) se cassa o mandato do deputado conhecido como Mamãe Falei

atualizado 12/04/2022 13:35

Arthur do Val mamãe falei durante encontro com apoiadores Fábio Vieira/Metrópoles

São Paulo – O deputado estadual Arthur do Val (União), conhecido como Mamãe Falei, disse que acredita que será cassado na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), mas vai “cair atirando”. Nesta terça (12/4), o Conselho de Ética da Alesp votará se ele deve ou não perder o mandato.

Na semana passada, o relator do processo contra Do Val, Delegado Olim (PP), recomendou a cassação. Para Olim, houve quebra de decoro parlamentar de Do Val ao proferir falas sexistas contra mulheres ucranianas. O caso foi revelado pela coluna de Igor Gadelha, do Metrópoles, em 4 de março de 2022.

Em entrevista ao canal do YouTube Inteligência LTDA, nessa segunda-feira (11/4), Arthur do Val afirmou: “Eu fui meio que tirado. Eu vou ser cassado amanhã. Então eu vou para cima e vou falar a minha versão. E vou cair atirando. Se for para cair, vou cair atirando. Se cortarem a minha cabeça, vai nascer três no lugar”.

Ele ainda defendeu que seja punido, mas de uma maneira mais branda. “Ninguém está falando para acabar em pizza. ‘Deixa quieto’. Não. Me dê uma suspensão. Agora, cassar os meus direitos de se eleger? Aí está claro, inclusive para as pessoas que não gostam de mim – e eu conheço algumas pessoas –, mas cassação é demais. Isso é um precedente horroroso para a nossa democracia. Cassar um deputado por um áudio privado, sem crime, sem direito de defesa. É um absurdo completo”, falou.

O parecer será votado pelos nove membros do Conselho de Ética. Caso o colegiado concorde com o relator, a decisão será remetida ao plenário, que votará se determina ou não a perda de mandato do parlamentar. A Alesp tem 94 deputados. No plenário, é necessário que ao menos 48 votem a favor da cassação de Arthur do Val.

Mais lidas
Últimas notícias