metropoles.com

Após polêmica, Burger King rebatizará hambúrger de costela sem costela

Nessa segunda-feira (3/5), rede de fast-food revelou que sanduíche, na verdade, não leva costela, mas paleta suína e aromatizante

atualizado

Compartilhar notícia

Divulgação/Burger King
Imagem mostra sanduíche do BK-metrópoles
1 de 1 Imagem mostra sanduíche do BK-metrópoles - Foto: Divulgação/Burger King

O Burger King anunciou nesta terça-feira (3/5) que mudará o nome do hambúrguer Whopper Costela para Whopper Paleta Suína. O sanduíche virou alvo de reclamações dos consumidores por não ter o ingrediente que dá nome à iguaria.

O Whopper Costela é vendido desde o final de 2021 como “hambúrguer de carne de porco com aquele aroma inconfundível de costelinha”. A polêmica sobre o nome, no entanto, veio à tona na última semana, quando foi revelado que o sanduíche McPicanha, do McDonald’s, na realidade não tem picanha.

De acordo com a publicidade do produto, as informações da composição divulgadas no site do Burger King trazem o seguinte comunicado: “Hambúrguer produzido à base de paleta suína e aroma de costela”. Porém, com a apuração dos fatos, o Procon constatou que há a adição de aromatizante no preparo do hambúrguer, mas não a presença da carne de costela em si.

“Quando lançamos o Whopper Costela, anunciamos em nossas comunicações que ele é feito de carne de porco – paleta suína – e com sabor de costela, sem qualquer ingrediente artificial”, diz o Burger King em nota. “Mas a reação das pessoas é um recado bem claro. Hora de ouvir, aceitar e agir. Sem meias palavras, sem gracinha, sem relativizar o problema.”

“Por isso, a gente vem a público dizer que sentimos muito pelo ocorrido e anunciar a troca imediata do nome do sanduíche para Whopper Paleta Suína. O sanduiche continua igual, a composição do hambúrguer permanece sendo 100% carne de paleta suína com aroma de costela, sem qualquer ingrediente artificial”, termina o texto.

O Procon de São Paulo e do Distrito Federal notificaram, nessa segunda-feira (3/5), o Burger King por suspeita de propaganda enganosa e pediram explicações sobre a composição do sanduíche Whopper Costela até o dia 6 de maio.

10 imagens
A empresa foi autuada por propaganda enganosa
A fiscalização ocorreu após uma denúncia sobre o fato do sanduíche Whopper Costela não conter o corte costela na composição
Em decorrência da notícia, fiscais do Procon deram início ao procedimento interno de investigação para averiguar o fato
Após McPicanha sem picanha, sanduíche Whopper Costela virou alvo de reclamações dos consumidores, por ter apenas aroma de costela
"WHOPPER Costela", sanduíche que não tem costela
1 de 10

O Instituto de Defesa do Consumidor (Procon) proibiu nesta segunda-feira (2/5) a comercialização do sanduíche Whopper Costela do Burger King, no Distrito Federal

Igo Estrela/Metrópoles
2 de 10

A empresa foi autuada por propaganda enganosa

Igo Estrela/Metrópoles
3 de 10

A fiscalização ocorreu após uma denúncia sobre o fato do sanduíche Whopper Costela não conter o corte costela na composição

Igo Estrela/Metrópoles
4 de 10

Em decorrência da notícia, fiscais do Procon deram início ao procedimento interno de investigação para averiguar o fato

Igo Estrela/Metrópoles
5 de 10

Após McPicanha sem picanha, sanduíche Whopper Costela virou alvo de reclamações dos consumidores, por ter apenas aroma de costela

Divulgação/Burger King
6 de 10

"WHOPPER Costela", sanduíche que não tem costela

Divulgação
7 de 10

O produto não pode mais ser vendido

Reprodução / Instagram
8 de 10

Receita do Whopper Páscoa replicada no Metrópoles

Gabriel Pereira/Metrópoles
9 de 10

Reprodução
10 de 10

Burger King mudou nome do sanduíche

Reprodução

“A empresa deverá apresentar a tabela nutricional do sanduíche, atestando a composição de cada um dos ingredientes (carne, molhos, aditivos, dentre outros) e documentos que comprovem os testes de qualidade realizados, demonstrando o processo de manipulação, acondicionamento e tempo indicado para consumo”, disse o órgão.

Caso seja comprovado que houve indução do consumidor a erro, a multa para a empresa pode chegar a R$ 11,6 milhões.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comNotícias Gerais

Você quer ficar por dentro das notícias mais importantes e receber notificações em tempo real?