Após Musk comprar Twitter, Bolsonaro ganha mais de 60 mil seguidores

Segundo análise do Bot Sentinel, a maioria dos perfis não existia até que a venda do Twitter para Elon Musk foi anunciada

atualizado 26/04/2022 21:20

Jair Bolsonaro, presidente do Brasil. Ele tem cabelos curtos, grisalhos e tem a pele clara -metrópolesIgo Estrela/Metrópoles

Desde que a venda do Twitter para Elon Musk foi anunciada, na tarde dessa segunda-feira (25/4), bolsonaristas passaram a comemorar as possíveis mudanças que o bilionário promete realizar na rede social.

Musk defende uma maior liberdade de expressão na plataforma e esse posicionamento do novo dono do Twitter já começa a chamar atenção de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PL).

Dados do Bot Sentinel, divulgados nesta terça-feira (26/4), mostram que Bolsonaro ganhou cerca de 65 mil seguidores do anúncio da troca de comando na rede social até o momento.

No entanto, o que chama a atenção são os perfis dos novos seguidores do presidente na rede social. Os dados mostram que 61,299 contas, das cerca de 65 mil que seguiram o presidente, não existiam antes da venda do Twitter.

O crescimento repentino chamou a atenção de usuários da rede social, preocupados com o uso das redes sociais nas eleições deste ano. “Hoje à tarde vi alguém comentar que houve um crescimento atípico de seguidores nos perfis bolsonaristas. Agora checaram o perfil do Bolsonaro: quase 100% dos novos seguidores são contas criadas entre ontem e hoje. Vem aí a campanha mais suja da história. Quem está financiando?”, disse um internauta. “Os robôs entrando em ação”, disse uma usuária do Twitter.

Antes mesmo de comprar a rede social, Musk teve uma publicação retuitada pelo próprio Bolsonaro. No post, confiante da compra da empresa, o bilionário disse que deseja que até “os piores críticos” permaneçam utilizando a plataforma após o fechamento do negócio.

Veja:

0

Mais lidas
Últimas notícias