Após dois dias desaparecido, MC Black é achado morto em praia do Ceará

Cantor de funk, Francisco Ytalo Oliveira de Queiroz disse à família que ia gravar vídeos na Praia de Iracema e acabou sendo morto

atualizado 25/11/2021 9:22

MC Black é achado mortoReprodução/redes sociais

Desaparecido há dois dias, o cantor de funk Francisco Ytalo Oliveira de Queiroz, conhecido como MC Black, 20 anos, foi encontrado morto na manhã dessa quarta-feira (24/11) na Praia da Leste-Oeste, na altura do Bairro Moura Brasil, em Fortaleza, capital cearense.

O MC saiu de casa na segunda-feira (22/11) dizendo para a a família que ia até a Praia de Iracema gravar conteúdos para as redes sociais. Não mais voltou. De acordo com o G1, familiares contaram que o cantor deixou a residência por volta das 8h, passou em uma agência bancária para sacar dinheiro e, logo em seguida, foi para a praia, uma das mais famosas de Fortaleza.

Saiba quem era MC Black, cantor de funk encontrado morto em praia de Fortaleza

Ele disse para alguns parentes que às 11h já estaria de volta em casa. Porém, o cantor não voltou. Os parentes então iniciaram a busca por meio do rastreador da motocicleta dele. O aparelho indicou a Praia de Iracema. No local, testemunhas informaram aos familiares terem visto dois homens com pedaços de pau obrigando o cantor a andar e a entrar em um carro.

0

Desde então, ele estava desaparecido. O corpo do MC Black foi encontrado boiando na Praia da Leste-Oeste.

Marcas de violência
De acordo com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), uma equipe do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), da Polícia Civil, atendeu a ocorrência. O corpo foi encontrado por populares no mar e levado para a faixa de areia. Ele apresentava lesões possivelmente feitas por objeto perfurocortante.

A Polícia Militar do Ceará (PMCE) e a Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) estiveram no local. Um procedimento foi instaurado no DHPP, que apura as circunstâncias do crime.

O MC estava em início de carreira, com apenas cinco músicas lançadas. As poucas canções disponíveis – Tropa da Mansão Nordestina, Pobre Louco, Encanto da Sereia, Diamante Negro e Filha do Polícia – falam sobre a trajetória como morador de periferia. A última, lançada há cerca de um mês, retrata a história de um jovem negro que se envolve com a filha de um policial.

Mais lidas
Últimas notícias