*
 

O ex-presidente Luiz Inácio da Silva permaneceu na sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo (SP), após o discurso de 55 minutos que fez para milhares de militantes neste sábado (7/4).

Ao descer do carro de som, ele recebeu flores e foi carregado pela multidão. Os correligionários do petista pediam para que ele não se entregasse à Polícia Federal: “Não se entrega, não se entrega”.

Durante o seu pronunciamento, ele confirmou que “cumpriria o mandado”, ao se referir à ordem de prisão expedida pelo juiz Sérgio Moro.

As pessoas estavam emocionadas e chorando. Veja:

 

 

 

COMENTE

prisão de Lula
comunicar erro à redação

Leia mais: Brasil