Anápolis: alunos realizam prova de avaliação da qualidade de ensino

Os resultados da avaliação goiana servirão de subsídio para estratégias de melhoria contínua no ensino público municipal em Anápolis

atualizado 07/12/2022 23:21

Imagem colorida mostra alunos em sala de aula em Anápolis (GO) - Metrópoles Ana Laura Zanini/Prefeitura de Anápolis

Goiânia – Estudantes da rede municipal de Educação, do 2º e 5º anos do ensino fundamental, do município de Anápolis, a 55 km da capital goiana, fizeram na terça-feira (6/12), as provas do Sistema de Avaliação Educacional do Estado de Goiás (Saego), que têm como objetivo avaliar a habilidade nas áreas de matemática e de língua portuguesa.

De acordo com a gestão municipal, os resultados devem contribuir para a melhoria do desempenho educacional nas escolas públicas. Participaram da avaliação mais de oito mil estudantes.

A secretária municipal de Educação, Eerizania de Freitas, explica que a avaliação é dividida em quatro níveis de habilidade. “A participação do estudante tem como meta saber como está o processo de ensino-aprendizagem nas áreas específicas em todas as escolas públicas de Goiás. A partir disso, o Saego vai situar a escola em um dos níveis: abaixo do básico, básico, proficiente e avançado”, comenta.

Os resultados do Saego 2022 deverão ser divulgados pela Seduc até o início de fevereiro de 2023, momento em que a Secretaria Municipal de Educação deve avaliar o desempenho das unidades escolares e traçar estratégias para a recomposição do ensino-aprendizagem. “Além disso, eles também serão subsídio para o trabalho pedagógico dos professores das unidades escolares, orientando ações que irão contribuir para o avanço na qualidade”, complementa Eerizania. Os dados de desempenho dos estudantes integram o Índice de Desenvolvimento Educacional de Goiás (Idego).

Preparação

A rede municipal de Educação utilizou a plataforma virtual do Educa Anápolis para realizar intensivos de revisão para as provas. Durante vários dias, os professores especialistas das respectivas áreas de conhecimento realizaram aulas ao vivo e correções de atividades do Saego com recursos e aplicativos disponíveis na internet, e metodologias ativas, em que os estudantes interagiram pelo chat refletindo sobre o seu estágio de desenvolvimento na apropriação do conhecimento.

A prova do Saego é composta por 44 questões, sendo 20 de matemática e 24 de língua portuguesa, e os estudantes tiveram duas horas e meia para resolvê-las. Criada em 2011, a avaliação goiana segue os moldes do Sistema de Avaliação da Educação Básica Nacional (Saeb), do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), para diagnosticar o nível de aprendizado dos alunos de escolas públicas e privadas do país.

Com informações da Prefeitura de Anápolis.

Mais lidas
Últimas notícias