Agente da PF é morto a tiros em comunidade dominada por milícia

O homem foi ao local para fazer uma intimação quando foi atingido. De acordo com testemunhas, não houve confronto

Foto: Divulgação PFFoto: Divulgação PF

atualizado 13/02/2020 20:12

Um policial federal, que ainda não teve a identidade revelada, foi morto a tiros na tarde desta quinta-feira (13/02/2020) na favela do Rola (RJ). O homem foi atingido dentro de uma viatura descaracterizada. As informações são do jornal Extra.

Pessoas que estavam no local afirmaram ao jornal que não houve nenhum confronto. Em um dos vidros da viatura, foi escrita a frase “Vai morrer”. O veículo foi deixado pelos criminosos na Rua São Lourenço, em Antares.

Desde outubro de 2018, milicianos assumiram o comando da comunidade, que antes era dominada por quadrilha de traficantes.

O agente foi ao local para fazer uma intimação acompanhado de outro policial. Ainda não há informações se esse agente também ficou ferido.

Os colegas do agente divulgaram uma nota lamentando a morte: “A Polícia Federal informa, com profundo pesar, o falecimento de um Agente de Polícia Federal, lotado na Superintendência Regional da Policia Federal do Rio de Janeiro, atingido por disparos de arma de fogo, na tarde de hoje (13/02/2020), enquanto realizava diligência na comunidade de Antares, no bairro de Santa Cruz”.

O caso será investigado pela Delegacia de Homicídios da capital, da Polícia Civil do Rio.

 

Últimas notícias