Acusada de causar sequelas em pacientes, Paty Bumbum é presa no Rio

Massoterapeuta foi detida em casa pela Polícia Civil do Rio de Janeiro na manhã desta segunda-feira (6/8)

ReproduçãoReprodução

atualizado 06/08/2018 7:56

Agentes da 42ª Delegacia de Polícia (Recreio dos Bandeirantes) prenderam, nesta segunda-feira (6/8), a massoterapeuta Patrícia Silva dos Santos, conhecida como a Paty Bumbum, 47 anos. Ela — que teve a prisão temporária por 30 dias decretada pela Justiça — estava em casa, em Curicica, na Zona Oeste do Rio. As informações são do site do Extra.

De acordo com a reportagem, na residência, os policiais apreenderam produtos que Paty usaria em procedimentos estéticos. Acusada de realizar procedimentos estéticos que deixaram sequelas em seis mulheres, a massoterapeuta prestou depoimento à Delegacia do Consumidor (Decon) do Rio de Janeiro, na cidade da Polícia, na Zona Norte da capital carioca, no dia 1º/8.

Na ocasião, segundo a delegada Daniela Terra, ela só respondeu a uma pergunta. Paty Bumbum já foi indiciada por exercício ilegal da medicina e também vai responder por lesão corporal e estelionato.

Uma das dúvidas que a Polícia Civil tenta esclarecer é a ligação entre Paty Bumbum e a massoterapeuta Valéria dos Santos Reis, suspeita de ter realizado o procedimento estético que causou a morte da modelo Mayara Silva dos Santos, de 24. A jovem perdeu a vida em 20 de julho, horas após se submeter ao procedimento.

Últimas notícias