A três meses do Enem, diretora pede demissão do Inep

Há uma semana, presidente do órgão também pediu exoneração em meio a polêmicas de assédio e problemas com a prova

atualizado 04/08/2022 18:37

Rperodução / Inep

Três meses antes da aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) anunciou a exoneração da diretora de Avaliação da Educação Básica, Michele Melo.

Segundo o órgão, ela pediu demissão na quarta-feira (3/8) e, a partir de sexta-feira (5/8), o servidor da Autarquia Rubens Campos de Lacerda Junior assumirá o cargo interinamente. Ele será a oitava pessoa a ocupar o cargo durante o governo Bolsonaro.

Publicidade do parceiro Metrópoles
0

Na última semana, a presidência do Inep também passou por mudanças após Danilo Dupas pedir demissão do cargo. Sua saída aconteceu em meio a denúncias sobre supostos “desvios éticos e assédio moral”. Os casos foram denunciados pela Associação de Servidores do Inep (Assinep) em novembro de 2021.

A instituição enfrenta uma crise por conta de episódios relacionados a problemas na divulgação das notas do Enem, repetição de questões de edições anteriores da prova e atraso na licitação para contratar empresa responsável pela aplicação do exame, entre outros.

Mais lidas
Últimas notícias