A CPI está mostrando de forma clara a recusa à vacina, diz Doria

Para o governador de São Paulo, a comissão no Senado vai mostrar quem é o responsável por não ter comprado imunizantes contra a Covid-19

atualizado 27/05/2021 12:39

Governador João DoriaFábio Vieira/Metrópoles

São Paulo – Ao comentar o depoimento do diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, na CPI da Covid, o governador de São Paulo, João Doria, afirmou que a comissão vai mostrar quem é o responsável por não ter comprado vacina para o Brasil.

Para ele, o colegiado “vem se destacando pela busca da verdade e é a verdade que Dimas Covas está dizendo“.

“[A CPI] está mostrando mais uma vez de forma clara que o governo não fez o que deveria ter feito: providenciado vacinas desde o ano passado. Providenciado e iniciado a vacinação, preferiu comprar cloroquina em vez de vacina”, afirmou.

Doria disse ainda que o governo brasileiro também não comprou seringas e agulhas, além de ter estimulado aglomerações e não ter recomendado o uso de máscara.

“Chamou de covarde as pessoas que ficaram em casa se protegendo e protegendo a vida de seus familiares. Tudo isso é muito triste e a CPI está colocando isso às claras”, continuou Doria.

Na avaliação dele, ficará nítido quem é o responsável por mais da metade das mortes que se acumulam no país. “Metade poderia estar salva se tivéssemos vacina e comportamento que liderasse o Brasil para a vida e não para a morte.”

Últimas notícias