*
 

Os revezes da contratação do goleiro Bruno chegaram ao Boa apenas um dia após o anúncio de sua contratação, feita no último sábado (11/3). Uma das empresas patrocinadores do time, a Nutrends, anunciou a retirada imediata do apoio ao time mineiro.

“Em reunião extraordinária, a Diretoria da Nutrends Nutrition decidiu que, a partir de hoje, a empresa não é mais patrocinadora/apoiadora do Boa Esporte Clube”, disse o curto comunicado publicado pela marca de produtos nutricionais no Facebook.

Agora, a equipe de Varginha passa a ter apenas dois apoiadores: o Grupo Gois e Silva e a Kanxa, marca de materiais esportivos. Porém, nas redes sociais, as marcas tem recebido fortes críticas e cobranças para que deixem de patrocinar o Boa.

Bruno foi preso em 2010, acusado de assassinar a ex-mulher, Eliza Samudio. Ele foi condenado em março de 2013 a 22 anos e 3 meses de prisão por homicídio triplamente qualificado por motivo torpe, asfixia e recurso que dificultou a defesa da vítima; sequestro e cárcere privado qualificado por ser a vítima menor de 18 anos; e ocultação de cadáver.

 

 

COMENTE

feminicídioGoleiro Bruno
comunicar erro à redação