*
 

“Tinha que Ser Ele?” tenta retrabalhar um formato de comédia que de tempos em tempos volta aos cinemas: os conflitos geracionais entre pai e namorado (noivo ou marido) da filha. A principal estratégia do diretor John Hamburg, do divertido “Eu Te Amo, Cara” (2009), é brincar com as próprias personas dos rivais envolvidos.

Bryan Cranston, sempre lembrado pelo professor de química/traficante da série “Breaking Bad”, usa suas expressões tão gentis quanto bravas para interpretar Ned. Empresário do ramo de impressões gráficas, ele enfrenta a crise do seu modelo de negócios. Difícil sobreviver em tempos de internet e mídias digitais.

Mas Ned encara algo bem mais assustador do que as finanças no vermelho: conhecer Laird Mayhew (James Franco), o novo namorado de Stephanie (Zoey Deutch), a filha mais velha. Franco claramente tem carta branca para reprisar traços de suas personas mais conhecidas e bizarras, como o hedonista sem limites de “Spring Breakers” (2012).

Bromance à vista?
Figurão do ramo de tecnologia, Laird recebe Ned, a esposa Barb (Megan Mullally) e o caçula Scotty (Griffin Gluck) com uma tatuagem da família que mal acaba de conhecer. Um desenho enorme, eternizado nas costas. É apenas o começo de um Natal daqueles para Ned.

“Tinha que Ser Ele?” desbrava o mesmo terreno de comédias de constrangimento como “O Pai da Noiva” e “Entrando Numa Fria”, mas se apoia nas bravatas de filmes adultos: palavrões fartos, piadas sobre sexo e um rol de referências pop que vai da banda Kiss aos hipsters da área de tecnologia.

O filme funcionaria melhor, porém, se Hamburg conseguisse juntar o arsenal de tiradas a uma personagem feminina minimamente bem desenvolvida. Zoey Deutch, boa atriz vista em “Jovens, Loucos e Mais Rebeldes”, parece uma mera escada para que as diferenças entre Ned e Laird se espalhem pelo filme.

“Tinha que Ser Ele?” é um bromance preguiçoso disfarçado de comédia espertinha sobre conflitos geracionais.

Avaliação: Regular

Veja horários e salas de “Tinha que Ser Ele?”.

 

 

COMENTE

bryan cranstonjames francotinha que ser ele?zoey deutchjohn hamburg
comunicar erro à redação