*
 

Um grupo de manifestantes montou dois bloqueios na Estrada Parque Taguatinga (EPTG) na manhã desta terça-feira (10/1). As barreiras foram montadas na altura da CEB e no viaduto que dá acesso ao Setor de Indústria e Abastecimento (SIA), sentido Plano Piloto.

O protesto foi organizado pelo Movimento Passe Livre (MPL) contra o aumento de até 25% nas passagens de ônibus e metrô. Após o reajuste das tarifas, no dia 2 de janeiro, manifestantes têm feito atos em várias regiões do Distrito Federal.

Os manifestantes, que agendaram novo protesto para as 17h na Rodoviária do Plano Piloto, saíram do local logo após colocarem fogo nos pneus e divulgaram uma nota nas redes sociais:

Por conta do horário de pico, um grande congestionamento se formou na via, na qual circulam pelo menos 150 mil veículos por dia.

O trânsito foi desviado para o SIA por cerca de uma hora. Por volta das 8h30, as chamas foram contidas pelo Corpo de Bombeiros e o tráfego liberado. No local, a PM apreendeu um galão com gasolina.

Impasse
O reajuste das tarifas será alvo de uma sessão extraordinária na Câmara Legislativa nesta quinta (12), quando os deputados distritais vão votar um decreto legislativo para suspender o aumento. Os parlamentares defendem que a decisão do GDF de majorar as passagens é ilegal, já que a medida não passou pelo crivo do Conselho dos Transportes.

O GDF, por sua vez, culpa o excesso de gratuidades pelo rombo no sistema. Alega que não tem recursos para bancar o passe livre de todos os estudantes, idosos e deficientes. De acordo com o governador Rodrigo Rollemberg (PSB), se as passagens não forem reajustadas, o transporte público entrará em colapso em março.

 

 

COMENTE

eptgmanifestaçãopasse livrempl
comunicar erro à redação