*
 

Um aluno de 21 anos, do curso de comunicação da Universidade de Brasília (UnB), esteve na 5ª Delegacia de Polícia (Área Central de Brasília) prestando depoimento. Ele diz ter sofrido assédio dentro de um dos banheiros da instituição. Ele acusa um outro estudante – que assistiria aulas como aluno-convidado.

Ao Metrópoles, a vítima contou que o episódio ocorreu no banheiro próximo ao Diretório Central dos Estudantes (DCE) no Minhocão. Ele disse que ao sair de uma das áreas reservadas, flagrou o outro estudante se masturbando no espaço em comum. Em vez de se incomodar com o flagrante, o suspeito teria passado a encarar insistentemente o aluno de comunicação, que decidiu deixar rapidamente o banheiro. No entanto, ele conta que foi seguido pelo assediador nos corredores da universidade.

O aluno regular da UnB chamou a segurança do Campus, que deteve o acusado até a chegada da Polícia Militar. Todos foram conduzidos à 5ª DP, onde prestaram depoimento. Segundo o advogado do acusado, ele negou todas as acusações. “Ele nega que qualquer fato desse tenha ocorrido e espera pela devida apuração”, disse o defensor Alexandre Veloso.

Demais casos
No mês passado, uma jovem de 19 anos acusou o dono do Hotel Ikeda, no Setor Hoteleiro Norte, de ato obsceno. Uma ocorrência também foi registrada por Nathalia Gerônimo da Silva na 5ª DP. Tomaz Ikeda negou ter se masturbado na frente da então funcionária.

Também em maio deste ano, um argentino foi preso após ser denunciado por uma passageira de um ônibus que fazia o trajeto Brasília-Formosa (GO). O homem, que estava se masturbando no coletivo, vai responder pelo crime de importunação ofensiva ao pudor.

 

 

COMENTE

UnB#Assédio5ªDP
comunicar erro à redação