*
 

Policiais Civis da 13ª DP (Sobradinho) prenderam em flagrante, na noite desta terça-feira (20/9), um homem acusado de ter estuprado uma menina de 13 anos, na manhã do mesmo dia, no Parque Ecológico dos Jequetibás (foto), que fica na cidade. A garota teria faltado aula para brincar com amigos no local, quando foi atacada.  A polícia acredita que o suspeito também tenha violentado outras mulheres na região.

Segundo o delegado responsável pelo caso, André do Espirito Santo, a garota de 13 anos reconheceu o suspeito. Uma testemunha também teria visto o homem no parque. Além disso, uma outra mulher esteve na delegacia nesta quarta-feira (21) e reconheceu o acusado dos estupros.

Casos de estupro de mulheres têm se tornado cada vez mais comum no Distrito Federal. Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), entre janeiro e junho de 2016, foram registrados 319 casos de violência sexual na capital do país. Em 2015, foram 313 casos no mesmo período. Ainda de acordo com a pasta, as cidades que mais registraram esse tipo de crime foram Ceilândia (93) , Planaltina (52), Gama (52) e Samambaia (53).

Nesta quarta, uma pesquisa feita pelo Instituto Datafolha mostrou como o estupro ainda é cultural no Brasil. Segundo os dados, um em cada três brasileiros acredita que, nos casos de violência sexual, a culpa é da vítima. Entre os homens, o pensamento ainda é mais comum: 42% deles dizem que o estupro ocorre porque a mulher “não se dá ao respeito ou usa roupas provocativas”. Entre as próprias mulheres, principais alvos desse tipo de crime, o índice fica em 32%.

 

 

 

COMENTE

estuprocultura do estuprosobradinho I
comunicar erro à redação