*
 

Com apenas 38 anos, o bibliotecário Cristian Santos coleciona uma série de títulos. Ele possui cinco graduações de nível superior, mestrado, doutorado e pós-doutorado. Servidor público da Câmara dos Deputados, o brasiliense tomou posse na Departamento de Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas (DLLLB) do Ministério da Cultura (MinC) na última segunda-feira (21/11).

Dessa forma, Cristian será o primeiro bibliotecário a comandar a pasta, que estava sem diretor desde a exoneração de Volnei Canônica, que ocorreu no dia 31 de maio deste ano. O DLLLB é responsável por formular, implementar, monitorar e avaliar as políticas do MinC no campo do livro, da leitura e da biblioteca.

A diretoria também comanda a Biblioteca Demonstrativa Maria da Conceição Moreira Salles (BDB), localizada na W3 Sul. Fechada em maio de 2014, a Defesa Civil liberou o prédio em outubro deste ano, mas ainda não há previsão para reabertura. De acordo com o MinC, o espaço ainda passará por reformas.

Histórico
Durante a infância, as condições financeiras da família de Cristian Santos exigiram que ele vendesse cocada nas ruas de Brazlândia para pagar o ônibus que o levaria ao Elefante Branco, escola localizada na 908 Sul. Persistente nos estudos, ainda jovem fez curso de espanhol no Instituvo Cervantes, francês na Aliança Francesa e inglês na Casa Thomas Jefferson – tudo gratuitamente.

Na Universidade de Brasília (UnB) ele se formou em Biblioteconomia (1999), Letras – francês (2004) e Tradução – francês (2008). Depois, concluiu Filosofia (2012) na Metodista de São Paulo e Teologia Bíblica (2014) na Faculdade de São Bento do Rio de Janeiro.

Após esse período, Cristian voltou para a UnB e fez mestrado em Ciências da Informação (2005) e doutorado em Literatura (2010). Como se isso não fosse o bastante, atualmente Cristian está se graduando em direito pelo Centro Universitário UDF e conquistou, neste ano, o pós-doutorado em história pela Fundação Casa de Rui Barbosa.

Em 2000, ele passou no concurso para ser bibliotecário no Superior Tribunal de Justiça (STJ). Nove anos depois, foi um dos primeiros colocados no concurso de biblioteconomia da Câmara dos Deputados.

 

 

COMENTE

biblioteca demonstrativacristian santos
comunicar erro à redação