Vitrine M

Pacote de 7 dias com passagem e hospedagem para o Japão sai por R$ 3.459

Opções também oferecem 11 e 15 diárias com saídas a partir de São Paulo e Brasília. As datas são flexíveis e o cancelamento é grátis

atualizado 22/07/2020 8:34

O momento ainda não é mais propício para viagens, mas, assim que o cenário estiver apto para passeios, com certeza, uma boa opção para muita gente será fazer as malas e voar para conhecer novos países e culturas. Que tal, então, atravessar o mundo e ir até a conhecida Terra do Sol Nascente? A Hurb lançou um pacote com desconto de 50% para um destino de tradições milenares e cultura consolidada: o Japão.

O pacote oferece opções de 7, 11 e 15 diárias, com hospedagem e passagens aéreas inclusas. A escolha de datas pode ser feita entre 1º de março a 30 de novembro de 2021, exceto o mês de julho, semanas de feriados e eventos na cidade de origem ou de destino. O valor de R$ 3.459 é para saídas de São Paulo e Brasília, com sete diárias e apartamento duplo. O valor pode ser parcelado em até 10 vezes sem juros no cartão de crédito e o cancelamento é grátis.

R$ 3.459EmpresaComprar

Curiosidades sobre o Japão

Se em uma viagem dentro do Brasil é comum tropeçarmos nas inúmeras diferenças regionais, imagina em um lugar para lá de inusitado como o Japão. Há quem diga que o lugar reserva muitas surpresas, principalmente para turistas oriundos de países em desenvolvimento como o nosso. Então, para que você tire de letra essa viagem, o Metrópoles listou algumas curiosidades do local.

  • As apresentações são feitas com o curvar do corpo, como sinal de respeito.
  • É um hábito muito comum as pessoas tirarem os sapatos para entrar em casa. Então, não fique surpreso com os descalços.
  • Os japoneses são muito corretos e fazem filas para tudo.
  • Ao sair para comer é comum que se espere na entrada até que um funcionário venha atender.
  • A sensação de segurança da população pode ser percebida em qualquer local, no transporte público, nas ruas, nos shoppings e em locais de grande aglomeração.
  • Se for utilizar transporte público, não se assuste. Às vezes os vagões do metrô estão tão cheios que os funcionários precisam dar um empurrãozinho para que os passageiros possam entrar e as portas automáticas se fechem.
  • No café da manhã, eles costumam comer comida mesmo, como gohan (arroz), missoshiro (sopa), lamen, udon (macarrão), tempurá e kare (curry).
  • Comer e mastigar ruidosamente no Japão não é falta de educação, pelo contrário, é um sinal que você achou a comida deliciosa.
  • Há muitos opções de restaurantes e lojas de macarrão instantâneo por todo o Japão. De fato, o ramen é um dos pratos que todo turista precisa provar no país, juntamente com o sushi.
  • Os japoneses falam japonês, claro! Mas, existem alguns locais onde você pode encontrar mais pessoas falantes do inglês, como nas estações de trem, aeroportos e nas principais atrações turísticas.

Visitas imperdíveis

Agora que você já conhece um pouco mais sobre o lugar, veja alguns pontos da cidade que valem a pena destinar um tempo da viagem para visitar.

  • Parque Ueno, em Taito

Um dos maiores parques e um dos principais pontos turísticos de Tóquio. O parque foi o primeiro a abrir no Japão em 1873. Durante a primavera, as mais de 1.000 cerejeiras promovem uma imensidão de cor única. No parque se concentram o Museu Nacional de Tóquio, o Museu Oriental, o Museu Nacional de Ciências, o Museu Shitamachi, o Museu Nacional de Arte Ocidental e a Galeria Metropolitana de Arte de Tóquio.

  • Templo budista Sensoji

Um dos cartões postais de Tóquio, fundado em 645, em Asakusa. Para quem curte templo, o Sensoji é parada obrigatória.

  • Imperial Palace

O Palácio Imperial, localizado próximo à Tokyo Station, é a residência oficial da família imperial japonesa. Ele foi construído sobre a base do Edo Castle, em 1457, e até hoje algumas de suas muralhas permanecem de pé. Vale a pena visitar o local.

  • Bairro de Roppongi

O bairro é conhecido pela agitada vida noturna, mas que guarda muita cultura também. Por lá que estão os museus National Art Center, Mori Art Museum, e subida ao observatório Tokyo City View. A arte está presente não só na arquitetura dos complexos, mas em obras de arte e design espalhadas pelo local. A mais visível delas é, sem dúvidas, “Maman”, uma aranha esculpida em bronze pela artista francesa Louise Bourgeois.

Quando visitar o Japão?

O Japão pode ser visitado em qualquer época do ano, mas existem particularidades que vão mudar completamente a experiência no país. Uma das épocas do ano que os turistas procuram mais é na primavera japonesa, entre março e junho, estação famosa pela florada das cerejeiras. A temperatura também é agradável, não faz aquele frio de rachar e nem o calor desumano do verão.

Entre junho e setembro, no verão, as temperaturas chegam facilmente nos 40ºC. De setembro a dezembro, outono, também é uma boa época para conhecer a cidade, pois o frio ainda não está muito forte. Já de dezembro a março, o inverno é bem rigoroso, com neve constante e temperatura sempre abaixo de zero.

R$ 3.459EmpresaComprar

Os valores mencionados se referem à data de publicação da matéria e podem sofrer alterações de acordo com os critérios de cada loja. O Metrópoles não comercializa os produtos ou serviços citados.

Mais Vitrine M
Newsletter