Vitrine M

Fotógrafo dá dicas para montar um estúdio de foto em casa. Veja produtos

Dica é investir em boas luzes e economizar no equipamento pesado. Celular com uma boa câmera já dá conta do recado

atualizado 12/08/2020 18:46

Estudio-fotografico-casaGetty Images

Seja para deixar o feed do Instagram mais bonito ou para tirar boas fotos de um produto que está à venda, os fotógrafos amadores contam com diversos gadgets que facilitam a vida e melhoram a qualidade da imagem. O fotógrafo da equipe do Metrópoles Hugo Barreto, que já trabalhou com fotografia publicitária, deu algumas dicas de equipamentos e boas práticas para quem quer produzir belos cliques em casa.

“Sempre pergunto se a pessoa quer estudar fotografia, se quer transformar aquilo em uma fonte de renda. Se esse não for o caso, minha sugestão é comprar um celular com uma boa câmera“, aponta o fotojornalista. Ele mesmo gosta de fazer experimentos com esse tipo de aparelho quando não está trabalhando. Em viagens, por exemplo, Hugo costuma fotografar com o celular. “Só falta da câmera profissional apenas na hora de imprimir a foto, pois a qualidade do arquivo gerado não é tão legal para isso. Mas, fica ótimo no Instagram”, diz.

Questionado sobre o pop up studio, um aparato que simula o fundo infinito usado em agências, Hugo revela que não gostou da experiência. “Não é um equipamento caro, mas eu não gostei do resultado da iluminação na foto. Eu não gosto dessas fotos ‘bonecão’, só com o fundo branco”, comenta. Para ele, vale mais a pena investir no famoso ring light, uma lâmpada circular muito usada por maquiadoras e blogueiras para iluminar o rosto em fotos e vídeos.

Três pessoas riem, iluminadas com luz negra
Nesta foto, Hugo Barreto se muniu apenas da tinta que brilha no escuro e de uma luz negra: segundo ele, uma imagem que poderia ser reproduzida em ambiente doméstico sem dificuldade

“Se a pessoa quer vender um pão, por exemplo, vale muito mais criar um cenário, mostrar elementos que façam parte daquele universo como uma manteiga, uma faca, jogar um pouco de farinha na superfície, iluminar com o ring light e tirar a foto com o celular. É mais legal fazer uma composição com o que tem em casa do que apostar num fundo infinito, uma parede branca para o objeto da foto ficar lá sozinho”, avalia.

Hugo ainda aponta que é essencial investir num bom tripé para estabilizar melhor a câmera. Além disso, a dica para quem quer uma iluminação mais robusta que o ring light é adquirir um bastão de led, que dispõe de iluminação quente e fria, além de ter a possibilidade de brincar com luzes coloridas. Veja os produtos:

Kit completo de ring light com tripé

R$ 329EmpresaComprar

Este kit para o ring light – o mais vendido da categoria na Amazon – traz a lâmpada circular acoplada a um tripé, que ainda conta com um encaixe para o celular bem no centro da luz. A lâmpada de 26 centímetros de diâmetro tem luzes quente e fria e é uma mão na roda para gravar vídeos e tirar fotos.

Tripé Articulado Octopus Gorillapod

R$ 55EmpresaComprar

Este tripé de pernas flexíveis funciona bem para fixar celulares e câmeras tanto em superfícies lisas, como mesas, quanto em suportes mais inusitados, como encostos de cadeira e grades.

Bastão de LED, da Yongnuo

R$ 822,71EmpresaComprar

Para quem quer investir em uma iluminação mais robusta que a de um ring light, a dica de Hugo é procurar um bastão de led. Além da possibilidade de regular iluminações quente e fria, o equipamento dispõe de luzes coloridas que permitem brincar com a imagem.

Lâmpada compacta para luz negra, da Foxlux

R$ 78,34EmpresaComprar

Na foto que escolheu para ilustrar a matéria, Hugo usou apenas a tinta nos modelos e a luz negra. O aparato pode funcionar muito bem em composições caseiras de fotografia.

Pop Up Studio, da Mutu

R$ 209EmpresaComprar

Com 35 centímetros de altura, largura e profundidade, este cubo é um fundo infinito portátil com iluminação em led. O equipamento vem com um fundo preto e um verde, além de contar com uma bolsa de transporte.

Os valores mencionados se referem à data de publicação da matéria e podem sofrer alterações de acordo com os critérios de cada loja. O Metrópoles não comercializa os produtos ou serviços citados.

Mais Vitrine M
Newsletter