Vitrine M

Análise: mesa digitalizadora Intuos, da Wacom, é ágil e ergonômica

Testamos o modelo M, que conta com suporte bluetooth, permitindo maior versatilidade e praticidade nos locais de uso

atualizado 26/07/2021 15:51

Mesa digitalizadora WacomAlex Akira/Metrópoles

Fundamentais para profissionais da área de criação, como design, fotografia e desenhos, as mesas digitalizadoras também estão começando a cair no gosto dos amadores. Isso porque o equipamento, apesar de parecer complicado, é simples de ser usado e bastante útil em diversos tipos de trabalhos, inclusive para professores e estudantes. Há modelos para todos os perfis e bolsos.

A Wacom está entre as marcas mais famosas do segmento e oferece um grande portfólio de mesas, do iniciante ao profissional. Por conta das boas especificações e da ergonomia proposta, a linha Intuos é uma dessas opções que está chamando a atenção dos consumidores, tendo três versões, que se diferenciam pelo tamanho e conectividade: Intuos S, Intuos S com bluetooth e Intuos M com bluetooth.

Durante 15 dias, o Metrópoles teve a oportunidade de testar a versão Intuos M com bluetooth. Confira abaixo as nossas análises.

Mesa digitalizadora Wacom

Design

Para amadores ou profissionais, o design é um dos atributos que chamam mais a atenção do usuário na hora da escolha de qualquer aparelho eletrônico. No caso da mesa digitalizadora Intuos, da Wacom, a elegância e a simplicidade toma conta, o que, particularmente, aprecio muito. A mesa não é pequena, mas também não chega a ser gigante, com 26,4 cm de largura, 20 cm de comprimento e 0,88 cm de espessura, e se encaixa de forma super confortável em uma mesa de escritório.

São apenas cinco botões, sendo quatro dedicados a atalhos, os quais podem ser configurados de acordo com o gosto de quem for usar, e um para conectar o bluetooth com a máquina. Além disso, as teclas são dispostas em formato curvo, o que permite colocar a caneta no local na hora que a mesa não estiver em uso.

Ainda sobre o aspecto “clean” do aparelho, há apenas uma entrada micro USB, na parte superior esquerda, e uma abertura para prender cordão, na parte superior direita. Além da alça centralizada usada para guardar a caneta.

0

Experiência e performance

Ao longo dos testes, foi possível notar que a mesa da Wacom oferece uma boa ergonomia para quem a utiliza. Apesar de ser maior que grande parte das mesas digitalizadoras para iniciantes e intermediários, o tamanho é bastante atrativo, muito por conta da área ativa de 21,6 cm x 13,5 cm, ou seja, uma resolução de 2.540 lpi (linha por polegada). Facilitando o uso e permitindo o “correr” da caneta por toda a tela do dispositivo instalado.

Por falar na caneta… ela é bastante veloz, tornando a experiência ainda mais agradável e completa. Ela é super leve e não necessita de bateria, funcionando por meio de um sistema de ressonância magnética. Resumindo, ela consegue identificar a mesa quanto mais perto se aproximar. Mais precisamente com sete milímetros de altura já é possível iniciar a leitura do dispositivo. Ao todo, são 4.096 níveis de sensibilidade à pressão.

De um modo geral, ao longo dos testes, o produto atendeu em todos os quesitos propostos, inclusive na hora de fazer os famosos efeitos de traços mais finos ou grossos, de acordo com a pressão exercida na caneta.

Mesa digitalizadora Wacom

O modelo testado já vem com três pacotes de softwares, todos voltados para criação e edição: Corel Painter Essentials, Corel Aftershot Pro e Clip Studio Paint Pro. Entretanto, é possível (e super indicado) usar o aparelho nos programas Adobe, como o Photoshop, ou no Clip Studio Paint.

Conectividade

Um dos bons diferenciais da versão testada é, sem dúvida, a tecnologia bluetooth implementada no dispositivo. Assim, é possível que o usuário use a mesa tanto sem a necessidade de conectar fios no computador quanto por meio de um cabo USB.

Para aumentar o leque de possibilidades e ajudar no processo digital de criação, o Intuos também pode ser conectado ao celular, porém, apenas aos dispositivos com o sistema operacional Android.

Vale a pena?

A Intuos é uma ótima mesa digitalizadora e faz parte do portfólio da Wacom, marca que conta com maior credibilidade do segmento. Porém, é preciso avaliar a real necessidade do usuário e o quanto ele está disposto a investir, pois o modelo testado está custando na faixa dos R$ 1.800, um preço nem tão acessível para todos.

Sobre o produto, realmente, o modelo entrega tudo o que promete: compacto, ergonômico e permite uma produtividade veloz e com qualidade. Além disso, a versão Intuos M conta com suporte bluetooth, tornando a experiência ainda mais prazerosa, e oferece conectividade com Windows, Mac, Chrome OS e Android.

Especificações

  • Compatibilidade: Windows, Mac, Android e Chrome OS
  • Conexão: Bluetooth e USB
  • Resolução: 2.540 lpi
  • Dimensões do produto: 26,4 cm x 20 cm x 0,88 cm
  • Área ativa: 21,6 cm x 13,5 cm
  • Sensibilidade: 4.096 níveis
  • Velocidade de leitura da caneta: 133 pps
  • Peso: 250 gramas
  • Caneta inteligente passiva (sem pilha ou bateria)
  • Uso ambidestro

Intuos M, da Wacom

Intuos M, da Wacom
R$ 1.858,90EmpresaComprar

Os valores mencionados se referem à data de publicação da matéria e podem sofrer alterações de acordo com os critérios de cada loja. O Metrópoles não comercializa os produtos ou serviços citados.

Mais Vitrine M
Newsletter