Suspeitos de estuprar universitária são encontrados mortos

A polícia achou um bilhete perto dos corpos, o qual afirmava que os dois haviam estuprado Andreza Nascimento em Cabo Frio (RJ)

atualizado 06/05/2019 18:11

Dois homens foram encontrados mortos no bairro Jardim Peró, em Cabo Frio (RJ), no sábado (04/05/2019). Perto dos corpos, a polícia achou um bilhete, o qual afirmava que eles haviam estuprado Andreza Nascimento, 21 anos. “Tha ai os 2 que estrupou a mulher Andresa (sic)”. As informações são do G1.

Segundo informações da polícia, a universitária fará o reconhecimento dos corpos para confirmar se os homens foram os responsáveis da violência que sofreu na madrugada da última sexta-feira (03/04/2019).

O delegado Sérgio Caldas, da 126ª Delegacia de Polícia, responsável pela investigação do homicídio, informou que a hipótese das mortes estarem ligadas ao tráfico de drogas não foi descartada.

0

“A informação preliminar, é que os homens não são os estupradores. Não foi definido a autoria do crime, pode ter sido tráfico, pois temos informações desse tipo, mas não temos qualquer confirmação. Dependo de uma confirmação da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher [Deam]”, disse o delegado.

Violência sexual
A estudante de psicologia Andreza Nascimento relatou nas redes sociais ter sido vítima de estupro durante um sequestro relâmpago em Cabo Frio, na madrugada de sexta-feira (03/04/2019). Ela contou que foi abordada na porta de casa enquanto entrava no carro de um amigo.

Segundo a jovem, três homens apareceram no momento em que ela encontrou o colega. No relato de Andreza à polícia local, os criminosos deram uma coronhada no rapaz e o colocaram no porta-malas e obrigaram a estudante a sentar no banco do carona.

“Me estupraram durante quatro horas dentro do carro em andamento, com a arma na minha cabeça, arma no meu corpo, tudo que vocês possam imaginar”, relatou em uma postagem nas redes sociais.

“Eles me botaram no porta-malas, disseram que iriam tacar fogo e tudo ficou em silêncio. Foram embora e, depois de correr e pedir ajuda, por sorte, estava passando a viatura. Foi quando, graças a Deus, eles me ajudaram”, continuou a jovem em seu texto. “Só cuidado, principalmente você que é mulher”, concluiu.

Últimas notícias