*

A cidade italiana de Bari, localizada no sul da Itália, decidiu incentivar os moradores a irem trabalhar de uma maneira consciente. Sabe como? Pagando! Por meio do projeto Experimental de Mobilidade Sustentável, os cidadãos receberão em euro quando fizerem o trajeto de bicicleta, e não de carros.

A iniciativa começará a valer a partir de fevereiro, acomodará até 1 mil bicicletas e terá duração inicial de 4 meses. Quem aceitar participar do experimento ganhará da prefeitura até € 25 por mês (cerca de R$ 107).

O experimento pagará € 0,20 por cada quilômetro rodado no trajeto trabalho-casa e o ciclista terá um equipamento com um kit de GPS antifraude para controlar quanto foi percorrido.

Outro incentivo: todo mês haverá uma competição que premiará os 10 trabalhadores com mais quilômetros rodados. Os vencedores ganharão um bônus extra de € 50 cada (cerca de R$ 214) e, pelos demais passeios na cidade, os participantes receberão € 0,04 por quilômetro. O Ministério do Ambiente italiano financiou a ação com um orçamento de € 545 mil euros.

De acordo com estudos, quem opta pela bicicleta em vez do carro para ir ao trabalho diariamente, tem até 4 quilos a menos. Além dos benefícios para a saúde, as pessoas perdem menos tempo no trânsito e emitem menos gases poluentes.