Príncipe William foi aos prantos ao ver Lady Di admitir traição na TV

O príncipe teria descoberto o adultério em entrevista da mãe à televisão, em 1995

atualizado 06/10/2020 20:28

Príncipe WilliamVictoria Jones - WPA Pool/Getty Images

Durante a adolescência, o príncipe William teve que lidar com problemas mais complexos do que os característicos dessa fase, como a perseguição de paparazzi e a exposição de assuntos familiares íntimos. Aos 13 anos, ele teria descoberto que a mãe, a princesa Diana, viveu um relacionamento extraconjugal assistindo televisão. Mais precisamente, durante uma entrevista na qual ela admite ter tido um romance com o oficial do exército James Hewitt enquanto ainda era casada com o príncipe Charles.

A informação é do livro Battle Of Brothers (Batalha de Irmãos, em tradução do inglês), de autoria de Robert Lacey, com lançamento previsto para o dia 15 deste mês.

A obra revela que o duque de Cambridge não conseguiu segurar as lágrimas ao ver a cena. Na ocasião, ele teria sido encontrado deitado no sofá com os olhos vermelhos de tanto chorar. A declaração da princesa ocorreu em 1995, e foi dada ao jornalista inglês Martin Bashir, dois anos antes do trágico acidente de carro que tirou a vida de Lady Di.

A repercutiu em todo o mundo. Em casa, por outro lado, o impacto da notícia não foi dos melhores. Segundo o livro, William se recusou a conversar com a mãe por telefone, após saber do fato.

O relacionamento entre Diana e o oficial do exército ocorreu antes do divórcio com Charles, com quem esteve casada por mais de uma década. Segundo tabloides britânicos, a paternidade de William e do irmão Harry chegou a ser atribuída ao affair da mãe, mas foi desmentida por fontes do Palácio.

0

Últimas notícias