Na web, Meghan Markle é acusada de plagiar documentário da Netflix

Internautas apontam que discurso feito pela duquesa de Sussex em evento virtual repete trechos do documentário O Dilema das Redes

atualizado 15/10/2020 17:20

meghan markleSamir Hussein/Getty Images

Meghan Markle fez uma declaração que gerou polêmica na internet nessa terça-feira (13/10), durante um encontro virtual para discutir o futuro das próximas gerações. A duquesa de Sussex comparou usuários de mídias sociais a viciados em droga e, além de ter a fala criticada, foi acusada de copiar a ideologia do documentário The Social Dilemma, traduzido para o português como O Dilema das Redes, da Netflix.

Logo após o evento, promovido pela revista Fortune, usuários do Twitter chamaram atenção para o fato de que as declarações feitas pela mulher do príncipe Harry e mãe do pequeno Archie eram quase idênticas às ideias apresentadas no documentário, focado em destrinchar os perigos ocultos das mídias sociais. Alguns chegaram a acusá-la de plágio.

“[Meghan] roubou o documentário da Netflix, The Social Dilemma, sobre os usuários serem como viciados em droga”, escreveu um internauta. “Meghan plagia tão casualmente que é ridículo”, comentou outro. “Alguém claramente assistiu The Social Dilemma recentemente”, disse um terceiro.

0

Uma pessoa até compartilhou capturas de tela de The Social Dilemma, apontando para um momento no documentário em que o estatístico Edward Tufte diz: “Existem apenas duas indústrias que chamam seus clientes de ‘usuários’: drogas ilícitas e software“.

Meghan falou algo incrivelmente semelhante, alertando os participantes do encontro: “Existem poucas coisas neste mundo em que você chama a pessoa que está envolvida de ‘usuário’. Viciados em drogas e internautas são chamados de usuários”.

O documentário também alerta que “a mídia social é uma droga”, uma ideia que Meghan explorou em seu discurso, dizendo que ela acredita que a mídia social tem a “mesma capacidade” de causar dependência que as drogas.

Engajamento

A norte-americana de 39 anos está cada vez mais engajada socialmente. Além de alertar para o perigo do vício em redes sociais, ela tem participado de eventos para debater racismo, saúde mental e igualdade de gênero.

Últimas notícias