Mulher faz vaquinha para reduzir as mamas: “Não param de crescer”

A britânica Araba Banso, de 24 anos, diz gastar o equivalente a R$ 700 com novos sutiãs a cada dois meses

atualizado 05/08/2022 19:24

Reprodução

Com apenas 24 anos, a britânica Araba Banso precisa lidar com dores constantes e uma hérnia de disco, questão médica que já a deixou em cadeira de rodas. Tudo isso devido ao tamanho exagerado de seus seios. De acordo com a jovem, eles não param de crescer. A fim de reverter tal quadro, Banso chegou a abrir uma vaquinha on-line para arrecadar o valor de uma cirurgia de redução das mamas.

Ao The Sun, a curadora de galerias de arte contou que sente dores constantes e só descansa quando chega em casa e “coloca os seios para o lado”. Além disso, ela ainda relatou o surgimento de manchas e erupções logo abaixo dos peitos. A jovem também precisa lidar com problemas de postura e respiração devido ao tamanho do busto.

“Eu precisei ficar em uma cadeira de rodas por um tempo por causa da hérnia”, lamentou ela ao tabloide inglês.

Publicidade do parceiro Metrópoles
0

Cirurgia negada

Apesar da série de problemas que Araba afirma ter desenvolvido devido ao volume das mamas, ela não pode contar com a ajuda do National Health Service, o serviço de saúde europeu, para realizar a cirurgia. “Eles pedem para que eu emagreça antes de procurar ajuda. Perdi peso, voltei e eles pediram para que eu emagrecesse mais”, relatou.

“Eu voltei novamente por causa das hérnias de discos que o peso dos peitos desenvolveram nas minhas costas e eles apenas me receitaram fisioterapia”, repudiou.

Além das dores constantes, a jovem também contou ao tabloide inglês que se sente frustrada diariamente. “Meus peitos esbarram nas coisas e as derrubam. É muito frustrante”, declarou.

“Eles não param”

Araba contou que o crescimento de seus seios foi repentino. Até os 19 anos, ela sequer usava sutiã. “De repente, eles começaram a crescer e não pararam. No momento, eu uso sutiã extra gigante, mas meus seios estão saindo dele”, relatou.

A jovem chega a gastar o equivalente a R$ 700 a cada dois meses em novos sutiãs para garantir o suporte correto dos peitos. “Eu quero acabar com isso logo, porque eles não param de crescer”.

Vaquinha

Para contornar essa situação e voltar a viver uma vida normal, Araba abriu uma vaquinha on-line com a intenção de patrocinar sua cirurgia de redução mamária de forma particular.

A jovem busca arrecadar 15 mil libras, aproximadamente R$ 93 mil, para fazer a operação. O custo médio desse procedimento no Reino Unido é de 6 mil libras, cerca de R$ 37 mil, mas Araba quer ter certeza de que fará com o “melhor cirurgião possível”.

Mais lidas
Últimas notícias