Parto empelicado: descubra o que é e quais as consequências

Na maioria dos casos, a bolsa amniótica se rompe por completo após as primeiras contrações. Em outras, o bebê nasce com ela intacta

atualizado 04/02/2020 11:25

FreePik

“A bolsa rompeu!” Essa é a frase clássica para indicar que um bebê está prestes a nascer. A afirmação se refere à bolsa de líquido amniótico que envolve o feto dentro da barriga, responsável por protegê-lo durante os meses de gestação. Porém, você já ouviu falar em casos em que a bolsa não estoura, e o bebê nasce dentro dela? É um fenômeno bastante raro, mas acontece, e chama-se parto empelicado.

Apesar de parecer estranho, o parto empelicado não resulta em nenhum problema ao bebê e nem à mãe. Na verdade, é uma cena bem bonita e interessante (afinal, é uma chance de ver, de perto, algo que acontece dentro do nosso corpo, o desenvolvimento do nosso bebê!). Quando ocorre um parto empelicado, geralmente o médico faz um pequeno corte na bolsa, com uma pinça. Ela abre, o líquido sai e o bebê é retirado.

Quer saber mais sobre o parto empelicado? Continue a leitura no blog Mil Dicas de Mãe

Mais lidas
Últimas notícias