Covid-19: é seguro doar e receber leite materno?

Apesar das dúvidas, especialista ressalta que o controle de qualidade é o mesmo e não há motivos para se preocupar

atualizado 28/09/2021 13:44

doação leite maternoJGI/Jamie Grill/Getty Images

Tanto a doação de leite materno como o seu recebimento pelo recém-nascido são seguros, garante Danielle Aparecida da Silva, coordenadora do Banco de Leite Humano (BLH) do Instituto Nacional de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente Fernandes Figueira (IFF/Fiocruz).

De acordo com a especialista, não há com o que se preocupar. “Evidências científicas atuais demonstram que o vírus não passa pelo leite materno e, para ser doadora, a mulher deve estar amamentando o seu filho e ser saudável”, explica ela. “Doar leite é seguro pra quem doa e pra quem recebe, além de ser muito fácil”, complementa.

Caso a doadora contraia coronavírus, a orientação que tem sido dada é a de interromper a doação por 14 dias. Ainda assim, mesmo que o leite tenha sido doado por uma pessoa assintomática, o processo de controle de qualidade, análise, tratamento e pasteurização (aquecimento a 62,5o C durante 30 minutos) a qual ele é submetido inativa todos os micro-organismos que possam existir. Portanto, o bebê receberá um leite seguro.

Continue lendo no portal BabyHome, parceiro do Metrópoles.

Últimas notícias