*

A residência construída no Lago Sul, em 1988, pelo mestre Zanine Caldas, conhecido internacionalmente por seu trabalho, ganhou nova roupagem. Chamada de Meia 1 Oito 8 e repensada pelo arquiteto Clay Rodrigues, do escritório Debaixo do Bloco Arquitetura, a casa tem 3800m² e é um exemplar clássico do trabalho de Zanine. A estrutura de madeira aparente e o uso de muito vidro são característicos do arquiteto e visam integrar a natureza com o interior da residência.

Clay interviu no projeto abrindo mais esquadrias para melhor a entrada de luz e privilegiar a vista da cidade. As madeiras originais receberam tratamento para retornar ao tom original (as aplicações de verniz acabam influenciando) e as esquadrias fixas se tornaram basculantes para melhorar a ventilação natural.

Dois mezaninos completam o projeto. Um deles serve como área coletiva, com sinuca, e se integra com a sala e cozinha por ser aberto. Do outro lado, isolado, ficam a suíte e o escritório.

O mobiliário também foi trocado: entram peças de designers brasileiros para exaltar a arquitetura modernista. São peças de Oscar Niemeyer, Lina Bo Bardi e outros designers. Já os quadros são do artista brasiliense Pedro Ivo e foram escolhidas pela paleta de cores, que combina bem com tijolos aparentes e azulejos hidráulicos.



COMENTE

 
decoraçãojosé zanine caldas

Leia mais: Decoração