*

Os desfiles e propagandas da Victoria’s Secret são conhecidos por suas famosas angels. As modelos, altas e loiras, muitas vezes são criticadas pela magreza. Uma campanha americana foi batizada de I’m no Angel (Não sou um anjo, em tradução livre), em referência aos anúncios de lingerie.

A modelo plus size Tabria Majors tomou um caminho criativo para alfinetar a marca. Em seu Instagram, a americana postou fotos dela ao lado de imagens de modelos da Victoria’s Secret. E escreveu: “Talvez eu seja uma angel no Halloween deste ano, já que isso não vai acontecer na vida real”.

Tabria afirma ter começado a postar as fotos inspirada nos anúncios da Victoria’s Secret. O objetivo seria mostrar que mulheres plus size ficam lindas e vendem lingerie tão bem quanto as angels. “Só quero saber por que eles [ da Victoria’s Secret] e tantas outras empresas não atendem a mulher de corpo mediano”, disparou ao Huffington Post.

Para a modelo, as marcas de roupas não deviam hesitar em incluir mulheres com outros biotipos. “Espero que entendam: as pessoas não deviam ser punidas por seus tamanhos”, disse a americana. No Instagram, Tabria celebra o próprio corpo e já criticou outras empresas, como a Zara, por suas roupas plus size.



COMENTE

 
Plus sizevictorias secretmodelosinclusividaderepresentatividade