Internautas reagem ao fim do pornô no Tumblr

A polêmica começou após o aplicativo ser removido da App Store depois de denúncias sobre o compartilhamento de pornografia infantil

Jens Büttner/picture alliance via Getty ImagesJens Büttner/picture alliance via Getty Images

atualizado 20/12/2018 10:04

O Tumblr anunciou, no começo de dezembro, que visava ser um site “melhor e mais positivo”, onde qualquer tipo de pornografia seria proibida. Esse banimento começou a tomar efeito na segunda-feira passada (17/12), irritando os usuários do site. De acordo com a equipe do site, em nota, a mudança era necessária.

Tudo começou quando o Tumblr foi acusado de armazenar pornografia infantil, algo que resultou na remoção do aplicativo da App Store. Desde então, o site tem mudado seus termos de publicação. A identificação de conteúdos explícitos é feita por um algoritmo desenvolvido pelos programadores da empresa, uma tecnologia ainda imperfeita, complementada pela ação humana.

Em forma de protesto, os donos de blogs do Tumblr foram ao Twitter reclamar contra as medidas, compartilhando capturas de tela de obras erroneamente sinalizadas como pornografia. Usuários indignados criticaram o site, perguntando por que a plataforma não aumentava a idade mínima no cadastro. Enquanto isso, outros espaços similares surgiram na web, como o Cumblr e BDSMlr (para maiores de 18 anos).

A plataforma também foi criticada no Twitter por implementar regras mais estritas sobre pornografia do que blogs e posts nacionalistas e neo-nazistas. Diante das reclamações, a empresa alegou que “conteúdo escrito como erótica, nudez relacionada a um discurso político ou relevante e nudez encontrada em arte, especificamente esculturas e ilustrações, são exemplos do que pode ser compartilhado no Tumblr”.

Confira alguns posts sinalizados como pornografia abaixo e reações:

Últimas notícias